Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

A primeira viagem com o primeiro filho: Será que é sempre um caos?

Vá, digamos que a minha não foi um caos. Contudo, esteve perto do equivalente a um filme de terror para meninos, em que a plateia (nós, pais) está constantemente em suspense, com a órbitas bem abertas e com as unhas, outrora por cortar, agora completamente roídas de tanta descarga adrenérgica se soltar. 

 

Mas sim, e aqui, confesso: Nitidamente que a culpa foi nossa e de São Pedro que poderia ter tido um pouco mais de piedade.

Nossa, porque o destino para primeira viagem não foi o melhor [O que me dizem da Queima das Fitas da tia na Avenida dos Aliados? Sim, podem já começar a vergastar-me por levar uma criança para este local mas tenham em conta que era a festa de final de curso de um dos meus maiores tesouros: a minha irmã]. E de São Pedro porque pensou que logo nesse dia, logo nesse fim-de-semana, logo nessa manhã em especial, sem contar com o particular de um dia inteiro, tinha de chover a potes, sem dó nem piedade desta mãe de primeira viagem, na sua primeira viagem com a sua primeira cria

 

Ou seja, um Pai e uma Mãe de primeira viagem, uma bebé de quatro meses e uma aventura no Porto em fim-de-semana correspondente a Queima das Fitas: Conseguem imaginar qual é que foi o resultado?

 

Eu explico. Foram dois dias de grande:

  • Tempestade (literalmente);
  • Emoção (intensa);
  • Festividade (constante);
  • (pré)ocupação permanente;
  • Confusão (esporádica);
  • Reencontros (muitos);
  • Conversa (de longas horas);
  • Aprendizagem (em cada pormenor). 

 

De carro para estação de serviço. Da estação de serviço para carro. De carro para Feira. Da Feira para o Hotel. Do Hotel para o Restaurante. Do Restaurante para o Hotel. Do Hotel para Cama. Da Cama para o metro do Porto. Do metro do porto para a Avenida dos Aliados. Da Avenida dos Aliados para o Restaurante. Do Restaurante para casa da tia. De casa da tia para o carro. Do carro para a estação de serviço. Da estação de serviço para o carro. Do carro para casa.

Foi mais ou menos esta a nossa rota que integrou um carro cheio de artefactos escolhidos pela mãe, e obviamente que totalmente necessários, um humor ao rubro do inicio do fim da viagem, uma grande expectativa de reencontros e uma ansiedade gigante de presenciar um momento tão importante como este, na vida de alguém

Contudo, e com uma lágrima no canto do olho vos conto que, agradecendo a compreensão intima e alheia, acabámos por não presenciar momento nenhum, e ficámos foi a fazer tempo num centro comercial até chegar a hora do almoço, para a nossa pequena não estar sujeita à tal confusão comum de uma Queima das Fitas na Avenida dos Aliados. 

 

Portanto, para uma primeira viagem, com pais de primeira viagem:

 

1. Longa lista de roupa de bebé e materiais de puericultura a levar [mesmo que não se precise de metade] - Check;

 

2. Vários objetos absolutamente necessários ao quotidiano dos pais (como a escova de dentes) em falta, por esquecimento - Check;

 

3. A chucha que se perde, e no meio de tanta coisa que se levou, ficou esquecida a chucha substituta e alguém teve de ir comprar outra - Check;

 

4. A água do biberão que se entorna e se fica sem alimento para a criança e com tudo o que estava na mala encharcado, tendo de se voltar para trás para se solucionar a questão - Check;

 

5. A queda que o pai deu no metro para evitar a todo o custo que a bebé não apanhasse um pingo de chuva - Check;

 

6. A tomada de decisões imediatas e com sério custo e vários tipos de mudanças para os envolvidos, de forma a proteger-se a filha de vivenciar situações deveras complicadas - Check;

 

7. O constatar que as pessoas ainda estão muito aquém de uma mente preparada para viver numa sociedade onde existem pessoas que andam com carrinhos de bebés e necessitam de elevadores para se transportarem em locais públicos, ao contrário de quem é adulto, aparentemente saudável, e com boas pernas para andar em escadas rolantes, por exemplo - Check;

 

8. A máquina fotográfica que teve de ficar em casa porque já não havia espaço na carrinha dos pais - Check;

 

9. A descarga intestinal intensa e abrupta de uma criança de 4 meses em plena viagem de carro, com todo o aroma estonteante que fica no ar, quando ainda faltam 40km para chegar até à próxima estação de serviço - Check;

 

10. O sorriso estampado nos nossos rostos, por estarmos em família, e um estrondoso cansaço que nos assistiu durante um longo dia cheio de aventuras, decisões, discursos, reencontros, caminhadas e muitas vivências que irão ficar para história da história das nossas vidas - Check.

 

IMG_20150503_132947.jpg

 Nós, em plena aventura no metro do Porto, a caminho do Restaurante. 

 

 

 

8 comentários

Comentar post