Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mulher, Filha e Mãe

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Como tudo começou

Tudo começou há algum tempo atrás quando iniciei a minha viagem por este caminho que tanto desejei: ser mãe.

Acreditem! Foi uma viagem e tanto.

Sem mala, e só com a roupa que tinha no corpo, de mão dada com o meu marido, comprámos um bilhete com um sorriso gigante nos lábios, mas completamente ausentes de conhecimentos sobre o local para onde iríamos. Quer dizer, previamente considerávamos ser detentores de alguns conhecimentos, mas quando a viagem efetivamente começou, verificámos que estávamos um pouco enganados...

Muitas vezes me perguntei, como seria, como reagiria, se seria capaz, mas, no fundo, no fundo, sabia lá eu o que me esperava. 

Gostava de ter começado por aqui (pelo inicio) quando fundei este blog, mas ainda não era o momento.

Hoje, mais desperta, segura e à vontade, falo um pouco da forma como tudo começou. Não só como tudo começou, por ter sido mãe, mas como tudo começou por me estimular a voltar ao mundo blogueiro e partilhar, observar, registar, e acima de tudo, aprender, com tudo o que aqui pretendo colocar, e de quem quer participar, ver e ouvir o que poderão querer partilhar e sentir.

 

Convido-vos a ler um pequeno registo sobre a minha inspiração que fiz nos primeiros momentos da sua vida. 

Vai-se lá saber porquê, mas há coisas que, simplesmente nos surgem. Esta, foi uma delas.

 

"Eram 21h11 do dia 29 de Dezembro

E gritou bem alto para toda a gente ouvir

o som que impunha o começo da sua vida.

O seu nome era Madalena,

e a sua força de vida,

embora que tão pequenina,

sem dúvida que bastante plena.

Veio logo de olho bem aberto e dedo na boca,

já cheia de fome e ainda nem minuto de vida tinha,

veio logo sentir a pele da sua mãe,

que tanto desejava sentir a sua também!

Não haviam palavras para descrever o momento,

não haviam palavras para definir

o sentido que uma pequena e vulgar vida ganha

ao inserir no seu sentido uma nova e pequena grande alma.

Um novo ser. Uma nova vida. Um novo amor. Um novo caminho.

A tal viagem, e a sede de descoberta era agora maior do que nunca,

e o amor disparava em todos o sentidos

dando força e velocidade, a todo o rumo que poderia tomar,

mais do que qualquer uma, esta nova realidade.

O Pai agarra a mão da mãe, a mãe agarra a mão do pai,

ambos seguram e sentem o resultado de uma soma que só se multiplica e não se subtrai.

E após alguns momentos que ficarão guardados na nossa memória a longo prazo,

respiramos fundo e abrimos os braços para abraçar todos os momentos que virão,

que sejam mais ou menos positivos,

serão sempre definidos por o inicio de grande paixão.

Engraçado como uma grande paixão, cedo se tornou num grande amor,

e hoje,contra todas as alheias expectativas,

um mais um, deixou de ser dois e passou a três, 

sendo, no mínimo, interessante, como a lógica e a matemática se tornam redundantes,

comparativamente à força do amor, que nos torna loucos e, inconscientemente, ignorantes."

 

P1090372 trab.JPG

"Ai estão elas, uma com menos de um minuto de vida e a outra com mais de trinta segundos de plena felicidade"

 

 

5 comentários

Comentar post