Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Crónicas da nossa Equipa Clínica - "Mas será que existem famílias perfeitas?!"

Desde que nascemos que somos bombardeados por imagens cuja legenda na nossa mente diz: Família Perfeita!

Crescemos a ser influenciados pelos modelos familiares que nos rodeiam, olhamos para a nossa família e tentamos compará-la com outras. Quem é que nunca o fez em alguma fase da vida, em criança, na adolescência ou na vida adulta? Podemos chamá-lo como o sentimento: “a galinha da vizinha é sempre melhor que a minha” J

 

 familia1.jpg

 

Há uns meses estava a ouvir uma entrevista e, em certo momento, o entrevistador questionou se o percurso da entrevistada teria sido diferente se tivesse nascido no seio de outra família… A resposta foi excelente, disse que não sabia como teria sido se tivesse nascido noutra família porque nasceu nesta e é só esta que conhece. Tal e qual.

 

 

familia 2.png

 

Cada família é única. Na terapia familiar vemos a família como um todo. É com esta visão sistémica e comunicacional que procuramos entender as interações que ocorrem dentro do sistema familiar, tendo presente que cada membro está em interação com todos os outros.

Vamos fazer um exercício com uma analogia simples que apresentamos para explicar a família como um sistema:

  • Imaginem a roda de madeira de uma carruagem rústica.
  • Agora imaginem que cada elo de ligação da roda é de uma madeira diferente.

Com o andar da carruagem cada elo vai respondendo de forma diferente aos caminhos percorridos. Correto?

  • E o que acontece quando um elo está mais fragilizado e/ou desgastado que outro?

Os outros elos fazem um esforço maior para não deixar que a roda se parta…

  • Mas se um elo se partir o que acontece aos outros? O que acontece à roda?

Partem-se… A roda deixa de funcionar e a carruagem não anda.

  • Para que a carruagem volte a andar de forma equilibrada a roda é levada ao mestre marceneiro.

 

Deste modo, quando trabalhamos com um ou mais membros da família estamos a trabalhar o todo. Sendo a família um sistema, quando há mudança num membro da família, há – consequentemente - mudança nos outros membros procurando-se assim manter o equilíbrio e “andamento da carruagem”.

Voltamos, então, à pergunta inicial: Existem famílias perfeitas?

 

Não. Não existem famílias perfeitas da mesma forma que não existem pessoas perfeitas. Existem sim, famílias que são perfeitas nas suas imperfeições!

 

 

Famílias que funcionam. FAMÍLIAS QUE NÃO TÊM DE SER PERFEITAS; BASTA SEREM FELIZES!

 

fotografia.PNG

 

 

 

 

Crónica por Isabel Sofia Pires (Terapeuta Familiar)