Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Entrevista a Andreia Vieira - Responsável pelo Projeto "Barrigas com Reiki".

Na sequência da minha grande vontade de publicar o meu testemunho sobre os benefícios que a prática de Reiki e Meditação me trouxeram durante a gravidez e no meu pós-parto (que podem consultar aqui), achei que seria bastante interessante e complementar, falar com a responsável pelo projeto Barrigas com Reiki da Associação Portuguesa de Reiki (APR).

 

 

Conheci o projeto enquanto grávida, e na altura, infelizmente não pude participar por motivos profissionais e de incompatibilidade de horários. 

Contudo, sempre tive bastante curiosidade no mesmo, e hoje, penso ser o momento ideal para vos dar a conhecer um pouco mais sobre o projeto e sobre os benefícios do mesmo durante a gravidez e no pós-parto, não só para atenuar determinada sintomatologia característica do período da gravidez, e todos os desconfortos subjacentes, como para lidar e/ou prevenir situações como Baby Blues, Depressão e Ansiedade pré e pós-parto.

Via email, a Terapeuta e Mestre de Reiki e membro da direção da Associação Portuguesa de Reiki, Andreia Vieira, atualmente responsável pelo projeto Barrigas com Reiki, respondeu-me a algumas questões, não só sobre o projeto como também a outras inerentes à temática Saúde Mental no Pré e Pós-Parto, que hoje, partilho convosco!

 

Acima de tudo, espero que vos seja útil.  

 

 

No que consiste o projeto Barrigas com Reiki?


O Barrigas com Reiki é um ponto de encontro para grávidas e seus acompanhantes tendo como base o Reiki, não só enquanto terapia complementar mas também como filosofia de vida. Durante os encontros pratica-se meditação e as grávidas são orientadas no seu auto-tratamento Reiki, de forma a adequá-lo às várias fases da gestação, de forma a prevenir ou aliviar algumas das situações de saúde mais comuns, por exemplo, os enjoos, os desequilíbrios hormonais, a ansiedade ou azia, entre outras. Acontece também haver partilha de Reiki entre as participantes, que habitualmente não têm oportunidade de receber sessões de outra pessoa.
Por outro lado, como o Reiki é também uma filosofia de vida, explora-se esta vertente como forma de ajudar as grávidas a relaxarem e a encontrarem a serenidade necessária para melhor lidarem com os vários desafios trazidos pela gravidez, parto e pós-parto.

Qual considera ser a importância da sua prática durante a gravidez e no pós-parto?


A prática de Reiki durante a gravidez pode ser uma excelente ajuda. Sabe-se que a gravidez é um período único na vida da mulher. Não só pelas inúmeras transformações que ocorrem a nível físico, como também pelas diversas mudanças a nível emocional e psicológico. Tudo faz parte de um processo natural e fisiológico que, se for vivido com serenidade e harmonia, deixará marcas muito positivas para sempre na mãe, no bebé, no casal e em toda a família. O Reiki pode ser uma preciosa ajuda para viver este período com paz e equilíbrio e esse é o feedback que recebo das várias grávidas que já tive o privilégio de acompanhar. O Reiki pode até ser muito valioso antes da concepção, quando há dificuldades em engravidar, ao contribuir para equilibrar e serenar os elementos do casal, contribuindo até para que se possa perceber o que estará a bloquear.

Acredita que a realização de Reiki durante a gravidez e no pós-parto poderá prevenir o desenvolvimento de Baby Blues, Depressão e Ansiedade Pós-Parto?


Sem dúvida que pode contribuir para a prevenção de baby blues, depressão e ansiedade pós-parto . O Reiki tem boas indicações para ajudar no tratamento da ansiedade e depressão em geral, adaptando-se perfeitamente enquanto ferramenta de prevenção dessas situações pós-parto. Ainda assim, chamo a atenção para o facto de se tratar de uma terapia complementar, pelo que a pessoa deve seguir todos os conselhos do seu médico assistente.

O Reiki ajuda porque vai contribuir para o relaxamento total do organismo e ajuda a equilibrar a pessoa como um todo, isto é, tendo em conta as suas dimensões física, emocional, mental e espiritual. Ao mesmo tempo, o Reiki é também uma filosofia de vida assente em princípios universais positivos e construtivos, o que também ajuda em casos de depressão e/ou ansiedade. Além disso, costumo sublinhar que só o facto de uma mãe recente conseguir estar uma hora sem interrupções a cuidar de si, do seu corpo e mente e a relaxar já a irá ajudar muito na recuperação de uma situação de baby blues ou outras.


Enquanto Terapeuta e Mestre de Reiki, qual a sua recomendação para as mulheres e respetivas famílias que poderão vir a passar ou que estão a passar por uma situação como a descrita anteriormente?

Começo por sublinhar que esta situação é muitíssimo mais comum do que se imagina e é importante dizermos isto. É importante porque as mulheres precisam de saber que estão acompanhadas, que há milhares que sofrem ou sofreram da mesma maneira e que não são mães menos zelosas, carinhosas e fantásticas que todas as outras. Vive-se muito a ditadura da imagem, difundida agora também através das redes sociais, das mulheres que mal acabam de dar à luz já estão em forma, com roupas maravilhosas e a fazer vida social com o recém-nascido. Isto está tudo certo, claro, é até muito bom que haja estas experiências positivas, mas cria-se uma enorme pressão em torno das mulheres que não conseguem replicar esse modelo.
Além disso, digo às mulheres e familiares que os compreendo muitíssimo bem. E compreendo de facto, pois acompanhei de perto uma situação destas na minha família e sei bem o quanto pode ser desestruturante, com fortes repercussões no equilíbrio de toda a família. Por isso, recomendo também que se procurem rodear de toda a ajuda possível e imaginária. Uma situação destas requer apoio da família, muita compreensão e carinho. Acima de tudo, tento passar a mensagem dos Cinco Princípios do Reiki, que são os princípios que orientam a conduta do praticante de Reiki. Assim, diariamente, dizemos:

Só por hoje,
Sou calmo
Confio
Sou grato
Trabalho honestamente
Sou bondoso

Trabalhar os Cinco Princípios durante a gravidez, e também no pós-parto, ajuda bastante na prevenção de depressão/ansiedade. Auxilia até durante o trabalho de parto. A este propósito recordo-me de um caso específico em que a grávida, que era praticante de Reiki, recitava os Cinco Princípios para enfrentar as contrações durante o trabalho de parto.

 

 

 

Obrigada Andreia!

 

Só por hoje, sou grata.