Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mulher, Filha e Mãe

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Histórias que dão a cara por esta causa #5 - "Queria a minha bebé só para mim"

Na sequência do Post sobre a relação entre Obsessão pelo bebé e Depressão Pós-Parto, tivemos uma leitora que nos respondeu relatando um pouco da sua vivência. 

 

Sem dúvida alguma que foi mais uma mulher de coragem, que mesmo anónima, dá força para que assuntos inerentes aos desafios psicossociais do pós-parto sejam cada vez mais tidos em conta por cada vez mais famílias que nos vão seguindo.

Tenho a certeza que com o relato crescente de histórias e vivências neste sentido, a necessidade de se construírem cada vez mais respostas para este tipo de situações irá ser mais clara e óbvia! Não concordam?

 

 

 

Se também vocês querem dar a cara por esta causa, mesmo em semelhantes circunstâncias, não hesitem em enviar-nos email para blog@mulherfilhamae.pt

 

Ficamos à espera!

 

E agora, querem conhecer mais uma partilha sobre a vivência de uma Depressão Pós-Parto?

 

"No meu caso pessoal, a minha dependência da minha bebé era enorme e considerava-a minha, queria-a só para mim. Juntando isto à falta de apoio e à depressão pós-parto que depois me foi diagnosticada, leva-me a pensar que sim, pode de facto estar relacionado. 

Durante 2 anos vivi para ela, só para ela, esqueci-me e esqueceram-se de mim, todos à minha volta. As estratégias que fala, nenhuma me valeu, nem tive ninguém que conseguisse perceber o que se estava a passar. Estamos tão envolvidas nas tarefas e afazeres com o bebé que não vimos nada e se o apoio não existir, nem sensibilidade  dos mais próximos para conseguirem ver para além do óbvio, então sim, entra-se num caminho muito difícil de sair."