Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Irritabilidade no Pós-Parto: Sabem como se caracteriza?

Em algumas ações de sensibilização que ministrei surgiu esta dúvida:

 

Como se traduz a "típica" irritabilidade que as mulheres sentem pós-parto?

 

 

E por muito que alguns possam pensar que estar irritado é... simplesmente estar irritado, quando falamos no período do pós-parto há algumas características que tornam esta típica irritabilidade, de alguma forma, peculiar. 

 

Sejam sentidas todas de uma vez, alternadamente, só ou parcialmente combinadas, nesta fase, a mulher acaba por poder vir a experienciar uma excessiva sensibilidade a estímulos externos, tensão física e psicológica - que pode aumentar rapidamente até níveis muito intensos - falta de controlo de impulsos, tendência para a impaciência, disposição para a irritabilidade verbal, raiva e comportamentos agressivos.

 

Muitos autores pensam que algumas alterações físicas e cognitivo-afetivas fazem parte do ajustamento normal requerido pelas profundas alterações trazidas pela recém-maternidade, sendo que a experiência da irritabilidade, é uma delas. 

Contudo, tal não invalida a ida ao médico de família e/ou a um especialista (Psiquiatra) se sentirem que esta irritabilidade, só e/ou aliada a tantos outros sinais e sintomas já falados por aqui, poderá estar a alterar parcialmente ou por completo - predominando no tempo - o espaço do social, psicológico e físico, da respetiva mulher. 

 

 

Fonte

1 comentário

Comentar post