Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Os benefícios do exercício físico na prevenção da Depressão Pós-Parto.

De acordo com a um artigo escrito por Carolina Serpejante na revista Reiki & Yoga, várias são as pesquisas cientificas que comprovam que a prática de exercício físico pode ajudar muito na prevenção, ou até mesmo no tratamento, de determinados problemas que afetam as emoções, como a Depressão Pós-Parto. 

 

De acordo com um estudo feito pela Universidade de Melbourne, na Austrália, que acompanhou mais de 160 mães, que tinham acabado de ser mães, dividiram-se as mesmas em três grupos. No primeiro, as mulheres estabeleceram uma rotina de exercícios de uma hora por semana, durante 8 semanas. No segundo, as mulheres receberam apenas instruções em forma de anotações e no último grupo não houve acompanhamento.

Depois de serem analisados os resultados, os cientistas concluíram que houve uma melhoria significativa nos testes de sintomas de depressão no primeiro grupo - e os resultados mantiveram-se um mês após o final do acompanhamento. O número de mães identificadas com possibilidade de desenvolver uma depressão pós-parto caiu em 50% no grupo ativo.

 

 

Os benefícios da realização de exercício físico já há muito que são conhecidos, sendo que, entre tantos, temos que a atividade física proporciona distração e convívio social, além de promover a libertação de substâncias como endorfinas e serotonina, responsáveis por melhorar o humor. 

Para além de nos ajudar a voltar à nossa forma (ou quem sabe, ficarmos ainda melhores!), acima de tudo, o exercício físico promove o nosso bem-estar geral, estimulando também o aumento consequente da auto-estima e auto-confiança (para além dos vários benefícios a nível físico já bastante conhecidos e amplamente debatidos).

 

Nem que sejam 30 minutos por dia, 2 a 3 dias por semana, a verdade é que os efeitos a curto, médio e longo prazo são bastante visíveis e acima de tudo bastante sentidos por quem o pratica. 

 

 

Lembrem-se que, mesmo que inicialmente sintam que vos é complicado gerir os cuidados do bebé e praticar algum exercício, podem sempre:

 

- Definir determinados dias da semana para andarem com o bebé no carrinho, no jardim e/ou noutro local onde seja possível fazer uma boa caminhada;

- Aproveitar o companheiro, o familiar, a amiga e/ou a vizinha de confiança que esteja disponível para ficar com o bebé, enquanto faz a sua caminhada ou vai ao ginásio;

 

Na fase do pós-parto, mais importante do que voltar ao peso ideal e/ou prévio à gravidez através da realização de exercício físico, é fundamental promover o seu bem-estar mental, adquirindo tempo de qualidade também para si, que é a cuidadora de referência, mas que também precisa de ser cuidada!