Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mulher, Filha e Mãe

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Porque é que é importante promover a saúde mental na gravidez e primeira infância?

A gravidez e os primeiros anos de vida da criança constituem um período crítico e vulnerável para a saúde mental da mãe e do bebé, marcando todo o desenvolvimento futuro. 

 

Esta fase introduz transformações profundas (emocionais, relacionais, sociais e económicas) no pai, na mãe, no casal parental e na família mais alargada. 

 

É um período de crescimento muito rápido do feto e do bebé, em que as experiências então vividas (físicas e emocionais) têm um impacto vital no seu desenvolvimento, repercutindo-se na sua saúde mental ao longo de todo o ciclo de vida

Assim, impõe-se que os profissionais de saúde que contactam com grávidas, bebés e pais adquiram um conhecimento atualizado sobre os aspetos da saúde mental da gravidez e primeira infância, de forma a promoverem o desenvolvimento de fatores protetores e intervirem precocemente nas situações problemáticas.

 

Se queremos que as nossas crianças tenham um bom começo de vida e que o possam transmitir mais tarde aos seus próprios filhos, teremos de dar prioridade às necessidades de saúde mental dos bebés e seus pais. 

 

Os bebés não podem esperar.

 

 

in "Promoção da Saúde Mental na Gravidez e Primeira infância - Manual de orientação para profissionais de saúde", da DGS.