Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mulher, Filha e Mãe

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Reiki: Sabem (realmente) no que consiste?

Reiki é uma palavra de origem japonesa, sendo o nome dado a um método terapêutico, em homenagem ao seu fundador.

Rei significa Universal e Ki é a energia vital individual que flui em todos os organismos vivos e o mantém. A energia Reiki é um processo de encontro dessas duas energias: da Energia Universal e da nossa energia física. 

 

 

O Método Reiki é um sistema natural de harmonização e reposição energética que mantém e recupera a saúde. Não é uma religião ou um sistema filosófico, não tem restrições ou tabus, adapta-se a qualquer cultura, raça ou idade e não é necessário que acreditemos nele, para que se propague ou surta efeito.

 

Esta energia está à disposição do praticante 24 horas por dia, independentemente da situação, do local ou de quem o pratica. Não exige um ambiente ou uma postura física especifica, como no Yoga por exemplo, nem é exigido nenhum objeto ou equipamento para a aplicação da energia Reiki. Apenas a direção e/ou o toque das mãos do praticante, no corpo do recetor.

 

 

A beleza do Método Reiki está na sua simplicidade, que o torna acessível a qualquer pessoa e a qualquer estilo de vida. Todos podem ser um canal de energia Reiki. Para além disso é um método holístico, pois a energia Reiki atua na totalidade do ser, nos corpos físico, emocional, mental e espiritual.

 

Este método, aceite no contexto das práticas terapêuticas complementares recomendadas pela Organização Mundial de Saúde, não substitui em momento algum a medicina convencional, mas serve como uma excelente forma de a complementar, motivo pelo qual já muitos profissionais de saúde aderiram à sua aprendizagem e prática, assim como já existem alguns hospitais no País, com equipas de terapeutas de Reiki disponíveis, para a aplicar quando necessário. 

 

Ao receber uma sessão de energia Reiki, o corpo do recetor relaxa e o batimento cardíaco atinge o seu nível de repouso, assim como diminui a frequência respiratória. No final de uma sessão de Reiki, alguns recetores sentem-se como que a acordar depois de uma longa noite de sono, pois este tipo de tratamento liberta tensões, intensificando as capacidades do corpo. Muitas pessoas relatam que vencem dores que as atormentavam há anos, tornando-as mais afetuosas, felizes e recetivas. Melhora o sistema imunitário, desintoxica, equilibra e amplia a nossa energia dirigindo-se ao foco do problema e ajudando a libertar emoções bloqueadas, promovendo a calma e o bem-estar.

 

 

A quantidade de energia Reiki não pode ser manipulada pelo emissor, que simplesmente impõe as mãos sobre o centro energético ou o local afetado e permite que a energia flua. A quantidade de energia que flui é determinada por quem a recebe (o recetor) e não por quem aplica Reiki. Quem aplica, é simplesmente um canal, não ficando também, desgastado por isso, pois a energia que flui é a energia Universal e não a do praticante de Reiki.

 

 

Contudo, e apesar de todos os seus já muito reconhecidos benefícios (e que farei questão de ir explorando melhor com o passar do tempo) o método Reiki não substitui o repouso, uma alimentação adequada e exercício físico apropriados, e portanto, não é exclusivo de um adequado estilo de vida, mas sim, um bom componente do mesmo.

 

 

 

Fonte

 Fonte2