Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Mulher, Filha & Mãe.

Sensibilizar (para) e apoiar (na) ansiedade e depressão na gravidez e no pós-parto

Sabiam que já existe uma Consulta de Psiquiatria Perinatal?

É verdade!

 

14.jpg

 

A Psiquiatria Perinatal é uma área de conhecimento desenvolvida na última década, que tem como objetivo a identificação, o acompanhamento e o tratamento das doenças psiquiátricas que surgem durante a gravidez, a amamentação e o puerpério, promovendo também o acompanhamento de mulheres com patologia psiquiátrica prévia que engravidam ou planeiam engravidar.

 

A maternidade é considerada uma fase de bem-estar psíquico para a mulher. Contudo, as profundas alterações sociais atribuíveis à maternidade, a diminuição da natalidade, o atraso na idade da primeira gestação, os novos modelos familiares e as próprias alterações hormonais decorrentes da gravidez, tornam este período de extrema vulnerabilidade para o aparecimento da doença mental. E para além disso, apesar de comuns, os problemas de saúde mental, nem sempre são facilmente identificáveis pela mulher, neste período de grandes adaptações e tão importante na sua vida.

 

Sem tratamento adequado, as perturbações mentais podem alterar as respostas fisiológicas e o comportamento da mãe, que podem afetar seriamente o bem-estar da mulher, do feto, do bebé e da família.

 

Esta consulta que vos falo, decorre no Hospital dos Lusíadas, está integrada no plano de cuidados prestado a mulheres acompanhadas na Unidade de Ginecologia e Obstetrícia e no Centro de Procriação Medicamente Assistida do mesmo hospital.

Pode marcar a sua consulta por iniciativa própria, caso esteja a planear engravidar, esteja grávida, a amamentar ou tenha tido um filho há menos de 12 meses e não se sinta bem psicologicamente.

 

Site onde podem consultar mais informação:

www.lusiadas.pt

 

Contacto telefónico gratuito:

800 20 1000

 

 

Se conhecerem mais algum apoio do género a nível nacional, partilhem connosco para mais pessoas tomarem conhecimento!

2 comentários

Comentar post