Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mulher, Filha e Mãe

Porque a saúde mental na gravidez e no pós-parto importa!

Mulher, Filha e Mãe

Porque a saúde mental na gravidez e no pós-parto importa!

O Projeto Mulher, Filha e Mãe: No que consiste?

08.03.18 publicado por Mulher, Filha e Mãe

O Projeto Mulher, Filha e Mãe iniciou em Junho de 2015, e foi fundado pela Enf.ª Ana Vale.

 

Inicialmente, o seu objetivo principal era sensibilizar para a saúde mental perinatal (saúde mental da mulher que vai desde a conceção, até ao primeiro ano após o parto) através da publicação de artigos com bibliografia fidedigna sobre o tema em plataformas online.

 

Entre Junho de 2015 e Outubro de 2016, foram escritos e publicados em diversas plataformas online cerca de 185 artigos sobre o tema, aos quais milhares de pessoas tiveram acesso de forma gratuita (plataformas como o site Capazes, Pumpkin, Sapo Lifestyle, e Hospital do Futuro, revista CrescerVitalHealth, ACTIVA, Jornal de Notícias Magazine, P3 - Público online, Blog Mães mais que imperfeitas, etc.).

 

Com o passar do tempo, o Projeto Mulher, Filha e Mãe deixou de ser simplesmente um projeto de sensibilização que ocorria, até então, através do mundo virtual, passando também para perto do público. 

A Enf.ª Ana começou então a disponibilizar-se para ministrar formação, sessões de esclarecimento diversas e workshops, tendo participado em vários eventos específicos para mães e bebés (p.ex: participação nas ações de esclarecimento para pais no Hospital da Luz e Hospital Beatriz Ângelo), tendo ministrado formação sobre a saúde mental perinatal, a convite de colegas, em turmas diversas de formação na área da educação e saúde (p.ex: participação em unidades de formação de curta duração através do IEFP, nas segundas jornadas do curso de licenciatura em enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, etc.), participando em seminários e conferências diversas (p.ex: participação no 17º fórum nacional de estudantes de enfermagem, no Encontro de Avaliação e Reflexão do Projeto rI(Age) IV, com o tema “Saúde Mental Comunitária: Presente e Futuro”, nas conferências de "O Pai, a mãe e eu", etc.) e em algumas rubricas televisivas que abordaram a saúde mental perinatal na TVI (Programa "A Tarde é Sua"), SIC (Jornal da Noite e "Queridas Manhãs"), SIC Mulher (Programa FazSentido) e canal Saúde +.  

 

Para além do referido anteriormente, começar a dinamizar este projeto permitiu-lhe conhecer/conversar/aprender mais sobre o tema da saúde mental perinatal com investigadores ligados à área do serviço de Psicologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, assim como, conhecer projetos de investigação em curso e acompanhar os respetivos resultados como o Projeto de bem-estar perinatal, por exemplo. 

 

Referências estas, que estiveram sempre bem presentes aquando do desenvolvimento da sua tese de mestrado, em 2017, intitulada de: AMA: Programa de Apoio a Mulheres com Alterações Psicopatológicas no Pós-Parto.

 

Após a realização da sua tese, em Setembro de 2017, fundou o Centro Mulher, Filha e Mãe, com o objetivo de formar uma equipa com a formação/experiência necessária para acompanhar mulheres e famílias com risco e/ou com alterações emocionais na gravidez e no pós-parto.

Através do Centro Mulher, Filha e Mãe, que em 2018 se fundiu com o Centro Árvore dos Bebés passando a denominar-se Centro Materno-Infantil Árvore dos Bebés, centenas de mulheres e respetivas famílias já obtiveram apoio estruturado e focado na promoção e manutenção da saúde mental perinatal e na prevenção da doença mental perinatal, através da consulta de acompanhamento emocional perinatal realizada pela Enf.ª Ana Vale e pela consulta de Psicologia Perinatal realizada pela Psicóloga Raquel Vaz.

 

Atualmente, o Projeto Mulher, Filha e Mãe atua através de três eixos: 

- Blog (Foco: sensibilização para a saúde mental perinatal através dos artigos escritos e partilhados); 

- Acompanhamento individual (Foco: consulta de acompanhamento emocional perinatal dirigida à mulher/família com o objetivo de facilitar a transição para a maternidade); 

- Formação (Foco: formações estruturadas, sessões de esclarecimento, workshops, dirigid@s a famílias e profissionais de várias áreas que tenham contacto com mulheres/famílias no período perinatal; Brevemente surgirá a formação dirigida em exclusivo a profissionais da área de saúde mental que queiram conhecer o modelo de intervenção do projeto mulher, filha e mãe e aplicá-lo na sua prática diária).

 

Contacte-nos e saiba mais sobre nós e sobre o projeto!

 

 

índice.jpeg